4.5.07

Escolhas simples, consequências sérias

Por Cristiana Arcangeli 2/5/2007

A gente é o que a gente come. A gente é o que agente veste. A gente é o que a gente lê. A gente é o que a gente consome. E o que vemos, o que pensamos, o que dizemos, sentimos...

Todo os dias são milhares de escolhas que temos pela frente que vão determinando posturas, comportamentos, hábitos...

Atenção: não estou aqui falando daquelas grandes escolhas, as definitivas, que chegam fazendo barulho e que a gente percebe o tamanho (e a barra!) logo de cara. Falo dessas pequenas escolhas, que a gente nem percebe direito, mas que na realidade acabam determinando um padrão de vida.

Escolhas que vão determinar a pele que você vai ter, o seu corpo, a sua saúde, o seu humor, o seu modo de ser e estar na vida, sua postura com relação as outros, a você mesma, enfim, é o que faz diferença.

***
Pois é... tenho pensado e repensado sobre as minhas... chorei um tanto hoje... mas não aquele choro de lavar a alma... foi um choro triste, sentido... Não sei o que acontece, que me sinto... ou melhor: NÃO ME SINTO. Ai, ai...

2 comentários:

Caramastres Phodas disse...

Tudo na vida é escolha
São essas pequenas escolhas que nos tornam pessoas únicas Tati. Nós não escolhemos a família que vamos ter, não escolhemos por quem vamos nos apaixonar (e amar), não podemos escolher quando vamos morrer (naturalmente, é claro!). Mas podemos escoher as amizades, aonde ir, o que ler, o que ouvir, que atitude tomar, o que fazer da nossa vida. A alguns anos eu descobri que, "com o passar do tempo nós não mudamos, mas sim, vamos nos tornando cada vez mais nós mesmos". Vamos nos reafirmando naquilo que sempre fomos.
Eu sou o mesmo que eu era a 10 anos atrás e as únicas coisas que mudaram foram resultado de "pequenas escolhas" que fiz nesses anos.
Continuamos sendo os mesmos!
Vai ver é por isso que choro de domingo!!!
BEIJOS

judy disse...

Tb penso muito nessas coisas, piro!
Mas, fica bem amiga pq vc é nota 1000, uma pessoa fantástica mesmo de personalidade!
Beijos